Tuesday, March 22, 2005

CHUVA

EMBORA LAVE O MEDO QUE HÁ DO FIM A CHUVA APAGA O FOGO QUE HÁ EM MIM OIÇO A VOZ DE QUEM ME QUER TÃO BEM E FICO A VER SE A CHUVA A OUVIRÁ TAMBÉM

2 Comments:

At 5:25 AM, Anonymous sweet said...

E há chuva que não lave coisa alguma?
Tb eu kero k a xuva apague um fogo que não sei controlar. Um fogo com uma voz que não kero ouvir, a voz irreconhecível de alguém que vejo dentro de mim.
Mas quando a chuva não vem, outra chuva se impõe: a que cai, gota a gota, dos espelhos da alma...

 
At 1:40 PM, Anonymous jessica said...

nos ultimos dias olhei pa as estrelas e pedi...pedi ka chuva levasse o k dentro d mim nao cabe....k levasse td o fui e sei k ja n sou...pk pensei k so a chuva poderia arrancar da memoria o k o coracao nao deixa partir...mas a chuva veio e foi, sem levar o desejo sem levar a saudade...d repente outra chuva chegou...salgada, carregada d saudade, cheia d tudo o k nao kero saber...mas nao foi uma chuva qq...foram lagrimas k desceram p uma face od ja ouve um sorriso inocente...foi entao k descobri k n é a chuva que leva...sao as pessoas que deixam...que nao é o passado que acaba, é o presente que passa sem nos vermos p tarmos a olhar pa tras e a pensar no futuro que nunca mais chega...e quando menos esperamos ja ca esta...

 

Post a Comment

<< Home